O DESMANCHE DO DATASUS

O DATASUS - Departamento de Informática do SUS é um órgão integrante do Ministério da Saúde subordinado, atualmente, à Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa - SEGEP (cujo secretário é Odorico Monteiro denunciado pelo MPE do Ceará por improbidade) foi criado tendo como atribuição legal e específica, organizar o Sistema Nacional de Informação em Saúde, constituindo-se em um marco histórico na consolidação do Sistema Único de Saúde - SUS. Criado para desempenhar complexa tarefa em todo território nacional, através do desenvolvimento e da Implantação de soluções informatizadas nas três esferas de Governo, exerce também um papel fundamental no aprimoramento dos Sistemas de Informação em Saúde. Assim ao informatizar as atividades do Sistema Único de Saúde, contribuir de forma decisiva para a descentralização das atividades de saúde tendo como sua principal ferramenta de trabalho, a informação que se constitui o elemento imprescindível para o acesso à saúde, e o aprimoramento de sua gestão do SUS com benefícios amplamente reconhecidos pelos gestores, usuários do sistema e meio acadêmico. Por sinal, para se ter uma ideia desse universo específico de usuários no âmbito do SUS e que se utilizam dos serviços e produtos do DATASUS, eles se constituem das 27 (vinte sete) Secretárias Estaduais de Saúde, 5565 (cinco mil e quinhentos e sessenta e cinco) Secretárias Municipais de Saúde e, aproximadamente, 80 (oitenta) mil Estabelecimentos de Assistência à Saúde, afora os órgãos externos (TCU, CGU, DENASUS,...). No entanto, verifica-se que o seu modelo institucional vem há muito tempo se mostrando inadequado e insuficiente para atender sua missão junto ao Sistema Único de Saúde – SUS, trazendo prejuízos para a sua imagem e, consequentemente para o próprio MS.  continua ...

 


        

ANEXO I (Demonstrativo de serviços e mão-de-obra contratados de 2011 a 2013)



ANEXO II (Pregões e Contratos de 2011 a 2013)



 
Avalie este item
(2 votos)
Faça login para postar comentários

Notícias